Música de Mariana é de mãe para filha

Vale a pena ler de novo! História publicada pela primeira vez em 4 de setembro de 2017!

 

A música, para Mariana, vem de berço, desde o berço e para o berço.

A maternidade dança de mãos dadas com as notas musicais.

A mãe dela, que é cantora, lhe inspirou a cantar desde muito pequena. Quando se tornou mãe, Mariana se encontrou em um estilo musical. Cantando para a filha, aprendeu a fazer música para gente miúda.

A música de Mariana é genuína. Como tudo que vem da criança, desde criança e para a criança.

– A música é minha realização. Eu acho que eu canto desde a barriga da minha mãe. Com a música infantil, eu me sinto correspondida. Me encontrei.

Mariana Mestriner Canto Kids História do Dia

Mariana diz que já cantava na barriga da mãe não por acaso.

Quando puxa na memória quando a música começou, ela se encontra pequenina e cantante.

A mãe, Bia Mestriner, fez carreira em Ribeirão Preto e fora e continua levando a MPB para os palcos.

A primeira cantoria pública da filha foi em um show da mãe.

– Era pequenina e acompanhava minha mãe nos bares. Ela levava colchões e eu dormia.

Com 10 anos, Mariana entrou para o coral e foi se embrenhando na arte: teatro, circo até descobrir, adolescente, que queria cantar MPB.

Em uma das passagens de Chico César por Ribeirão, ganhou o encantamento do cantor e foi até São Paulo gravar uma demo, que acabou guardada na gaveta.

– Eu não tive maturidade. Tinha entre 14, 15 anos. Mas fiz muitas amizades e passei por toda a fase de gravações no estúdio. Foi uma experiência!

Continuou fazendo participações nos shows do cantor em Ribeirão, a mais recente dois anos atrás. E conquistou fôlego para prosseguir cantando.

A música vinha, porém, acompanhada de outros trabalhos.

Mariana fez faculdade de Publicidade, trabalhou como consultora de vendas em uma empresa enquanto cantava na noite ribeirão-pretana.

Conheceu o marido entre uma nota e outra, aos 20 anos. Ele é músico e o par, então, estava perfeito.

Os dois tiveram bandas e chegaram a ir para São Paulo tentar o sonho de viver de música. A saudade da família, porém, cantou mais alto.

Foi em 2011 que Mariana encontrou, então, a melodia preferida.

– Eu queria muito ter um filho!

Mariana Mestriner Canto Kids História do Dia

A Giulia chegou e a mãe cantava noite e dia para embalar a sua pequena.

Os shows ficaram mais espaçados e a vontade de sair para os palcos noturnos diminuía.

– Eu cantava muito para ela! Passei a ser mãe em tempo integral.

A ideia surgiu quando a mãe percebeu o quanto de bem a música levava.

– Eu gravei um vídeo cantando para ela e vi a reação que ela tinha. Pensei: se o adulto tem música ao vivo nas suas festas, por que a criança não pode ter?

O marido também entrou na dança. Ops. No canto, para não faltar exatidão.

E estava criado o Canto Kids.

 

– Nós cantamos cantigas de roda tradicional, fazemos o resgate da música infantil de qualidade.

Tem Galinha Pintadinha, Palavra Cantada e músicas autorais que, juntos, o casal começa a compor.

Giulia já tem seis anos e acompanha os pais em um show e outro.

A mãe conta, toda orgulhosa, que a música continua a seguir o fluxo do berço.

– A Giulia é muito musical! Está nela.

Mariana, recentemente, abriu um espaço onde oferece musicalização para crianças.

E se encanta mais e mais pelo mundo infantil que, desde que se descobriu mãe, não quer mais deixar.

– Se a criança gosta da música, é nítido. É de verdade. Ela canta com a gente, dança, já responde na hora.

A música, Mariana analisa, é uma forma de conectar crianças e pais, desconectar a internet, o tablete, o computador.

– A música tira da bolha!

Olhando para dentro, é a sua forma de ser feliz.

– É um trabalho que faço com amor. Vem do coração. Não basta ser cantora. O contato com as crianças tem que vir de dentro de você. As mães enxergam nos seus olhos o amor.

Aos 33 anos, Mariana faz planos: quer ver sair o CD do Canto Kids, se apresentar mais e mais, ter outro filho.

A música, que anda de mãos dados com a maternidade, faz tempo que encontrou em Mariana morada fixa.

Não tem hora de partir. Só de chegar!

 

Crédito das fotos do Canto Kids:  Divulgação

 

Assine História do Dia por R$ 13 ao mês ou faça uma doação de qualquer valor AQUI.

Nos ajude a continuar contando histórias 

Mariana Mestriner Canto Kids Ribeirão Preto

Deixe um comentário

Pesquisar