Vale a pena ler de novo: Casal cruza EUA sem trajeto definido e registra aventura em fotos

História publicada pela primeira vez em 5 de setembro de 2017.

 

A meta era cruzar de Las Vegas a São Francisco em um mês. Juliana e Nando não sabiam – e nem queriam saber – o trajeto exato a percorrer.

A viagem, que sem desvios teria 915 quilômetros, somou quatro mil.

Tinham uma van alugada que serviria de casa e o plano de passar pelos principais parques dos EUA no caminho.

Decidiram não rodar mais que 100 quilômetros ao dia. Regra que poderia ser quebrada caso a cidade onde o percurso levasse não fizesse surgir a vontade de ficar.

– A maior aventura foi essa: não saber onde a gente ia dormir.

É Juliana quem diz. Conta ainda que, em um único dia de andanças, foram acolhidos por chuva, neve, tempestade de areia e sol.

A van, equipada com cozinha e cama de onde da janela se via o céu e a natureza lá fora, ganhou classificação além de qualquer hospedagem cinco estrelas, nas palavras do Nando.

– A gente dizia que era nosso hotel de um milhão de estrelas.

Juliana e Nando Old Love Fotografia Ribeirão Preto

Juliana Rizieri e Fernando Henrique de Oliveira estão bem longe da aposentadoria: ela tem 26 anos e ele 30. Decidiram, porém, viver no hoje o que a maioria das pessoas passa uma vida a planejar.

– Na estrada, durante a nossa viagem, a maioria das pessoas que encontramos eram da terceira idade. Pensamos: ‘Legal! Estamos fazendo antes!’

Juliana diz, Nando complementa:

– O que a gente pensa é: vamos curtir o que temos agora ou vamos esperar envelhecer?

Com essa convicção, os dois traçam o dia-a-dia: contam que o que ganham como fotógrafos de casamento é para pagar as contas e planejar uma grande viagem de férias ao ano.

Férias, aliás, cuja essência eles decidiram estender para a rotina.

– Nós temos um foco. O foco é viver a vida como se fosse férias sempre, fazendo aquilo que a gente gosta.

No contraponto do que dizem por aí, eles preferem pagar o aluguel de uma chácara com espaço para reunir os amigos em vez de guardar dinheiro para comprar o próprio apartamento.

Preferem viver o hoje em vez de poupar para o depois.

Grande parte dos trabalhos que fazem é fora de Ribeirão.

Gostam de fotografar além dos limites de município, para ir somando lugares à lista que nunca pretendem encerrar. Procuram ficar pelo menos um dia a mais no destino, para dar tempo de trabalhar e curtir.

– Muita gente diz: ‘Vocês são loucos!’. Nós queremos aproveitar o agora, porque não sabemos o amanhã.

O casal olha a vida com as mesmas lentes. E acredita que, em primeiro lugar, deve vir o que é de dentro.

– Quando você alimenta seu sonho, existe uma missão de vida e de alma.

Juliana é quem diz, mas poderia ser o Nando.

A ideia de fazer uma grande viagem todo ano surgiu em 2014, depois que Juliana e Nando passaram três meses morando no Canadá em intercâmbio.

Escolheram EUA como o primeiro destino pela estrutura de camping que o país oferece. Na casa do Tio Sam, alugar a van equipada saía mais em conta do que pagar hotéis.

A viagem foi entre janeiro e fevereiro do ano passado.

É Juliana quem traça os roteiros e Nando quem mantem os pés no chão.

– Ele me dá a estrutura que eu preciso para ir em segurança.

Estrutura necessária nos momentos de tensão – que não foram poucos.

Nando nunca havia dirigido uma van. Teve que dirigir na neve, subindo cordilheiras, com visão de abismo da janela.

– Mas ele dirige bem!

O companheirismo também esteve na bagagem quando pararam em um parque assombrado por ursos, dividiram o fast food e enfrentaram o frio de doer a espinha.

Compraram um GPS e um celular, mas não era fácil conseguir internet.

Chegaram a São Francisco depois de 28 dias, com histórias que vão durar a vida toda.

O relato da viagem é ilustrado com as fotos de multiplicar suspiros que fizeram em todo trajeto.

Para cada lugar onde pararam – com exceção do parque dos ursos – Juliana tem o mesmo encantamento:

– Foi um dos lugares mais lindos que a gente viu na vida.

Para vida ampla, cabem milhares de lugares mais lindos. Não é preciso excluir, só somar.

Nesse ano, viajaram para Argentina e Chile e conheceram a Patagônia. Não teve van, porém. Na América Latina, é mais barato ficar em hotel.

A aventura pelos EUA continua, assim, o destino preferido da lista.

– Éramos só nós dois, viajando pelo nada. Tem que ter um convívio forte para passar pelas dificuldades sem perder o mau humor.

É Nando quem diz, mas poderia ser Juliana.

 

 

Quer viajar mais um pouquinho com os dois?

Veja por onde Ju e Nando passaram (clique na imagem para ir ao Google Maps com o trajeto interativo do casal)

 

Assine História do Dia por R$ 13 ao mês ou faça uma doação de qualquer valor AQUI.

Nos ajude a continuar contando histórias! 

 

Quer continuar viajando?

http://oldlove.com.br/viagens/fotografos-de-casamento-old-love-on-the-road-usa-trip/

Deixe um comentário

Pesquisar