Priscila está de mudança com destino à ‘vida leve’

Vale a pena ler de novo! História publicada em 24 de fevereiro de 2017!

Dois anos depois, Priscila tem um filho – que é uma fofura – e está muito feliz com sua escolha de mudança! Em uma mensagem, me contou que “tudo está dando certo”. A vida é isso: uma busca constante por um lugar de felicidade! 

 

Priscila está de mudança. Hoje, vai lotar o caminhão de malas, móveis e sonhos. Em busca do que acredita, deixa empresa própria, lucro certo, caminho conhecido.

– O objetivo é ser feliz! Quero que a vida seja mais leve. Encontrar a leveza de apreciar cada momento com tranquilidade.

A decisão de mudar veio a duras penas. Aos 29 anos, Priscila Santos Boschini está cansada. Mais. Usa a palavra “esgotada” para definir sua energia atual.

Formada em Marketing, começou a trabalhar – e se destacar na área – ainda na faculdade. Entrou em uma grande empresa, com grandes funções, e não tinha nem mesmo se formado.

Em 2011, terminou o curso, apaixonada pela profissão que escolheu, e mergulhou sem ver profundidade. Abriu a própria empresa e, depois de dois anos de trabalho duro, já não precisava buscar os clientes. Eles procuravam seu trabalho.

– Foram cinco anos trabalhando sem férias. Eu não podia ficar doente. Trabalhava até de cama. E passava noites sem dormir trabalhando.

Priscila e o marido não tinham ânimo para sair aos finais de semana. Não viajavam com os amigos. Não saboreavam a vida. Engoliam a rotina, repleta de trabalho.

A sobrecarga começou a dar sinais. A ansiedade ficou crônica.

– Eu tinha crises de choro e depois ficava com raiva de estar chorando, porque afinal minha vida é boa. Aí, chorava mais por ter chorado.

Buscou apoio psicológico e começou a pensar na mudança.

Priscila teve medo da reação das pessoas com o aviso de que iria mudar radicalmente de vida. A surpresa positiva foi combustível, entretanto.

– Tenho recebido apoio incondicional. A primeira cliente para quem contei percebeu que também estava passando pelo mesmo que eu. Tinha medo de me abrir e, na primeira vez em que fiz isso, ajudei uma pessoa.

O marido também embarcou na mudança. Juntos, passaram mais de um ano guardando dinheiro, escolheram uma nova cidade e pensaram como querem que os dias sejam.

O destino é Águas de São Pedro, cidade de 3,2 mil habitantes, rodeada de natureza, com alto IDH (Índice de Desenvolvimento Humano). Priscila e o marido planejam ficar dois anos sem trabalhar, vivendo com o simples.

– Não queremos usar carro. Vamos cozinhar, comer coisas naturais, ir à feira. Tomar café, sabe? Eu não tinha tempo para tomar café!

Não sabem se vai dar certo, se vão gostar da nova rotina ou não. Mas sabem o que estão buscando: ver o tempo passar, sem a sensação de ser engolido a cada hora pelo relógio.

Pensam em ter filhos, com tempo para ajudá-los a crescer. E pensam em descansar. Parar de pensar. Deixar a mente quieta. Respirar!

– Quero paz. Encontrar propósito na vida. Sem ser levada pelo automático.

Priscila está de mudança.

 

Assine História do Dia por R$ 13 ao mês ou faça uma doação de qualquer valor AQUI!

Nos ajude a continuar contando histórias!

Deixe um Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Bartira moda indiana Ribeirão PretoDamiana aprendeu a ler sozinha História do Dia Ribeirão Preto