A trajetória florida de Maria Martha

– Minha vida toda foi entre rosas. Uma vida linda…

Aos 95 anos, Maria Martha é feita de lembranças e saudade. Sentimentos que só nascem daquilo que foi bom. E disso ela não tem dúvidas.

– Tive um casamento maravilhoso! Filhos maravilhosos! Uma família linda!

Vai repetindo, enquanto refaz sua trajetória em palavras.

Maria Martha Borges de Moraes e o marido, Léo Gomes de Moraes, foram pioneiros no cultivo e comercialização de mudas em Ribeirão Preto.

Martha conta que esteve à frente da primeira floricultura da cidade. Levava as rosas que o marido produzia para a decoração de casamentos e outras festas.

Fez florescer por aqui e afora. Acredita que foi responsável por mais de mil decorações, durante a trajetória que durou duas décadas.

– Eu colocava canteiros de rosas do começo até o final da igreja. Buscava inspiração na capital, porque no interior não tinha esse tipo de decoração. Fiz decorações em Campinas e até em São Paulo!

Além disso, criou seis filhos, é avó de 18 netos e nove bisnetos. Com o marido, escreveu linda história de amor, que estampa as dezenas de porta retratos que espalha pela casa.

Trajetória entre rosas, literalmente.

Jardim Santa Martha Ribeirão Preto - História do Dia

A família é feita de Marias. As quatro irmãs levam o nome que Maria Martha também deu às quatro filhas. Tradição entre as matriarcas.

O pai dela era farmacêutico e sua farmácia ficava bem ao lado de um roseiral, que enchia os olhos da Martha menina. Depois, teve uma fazenda e ela continuou crescendo entre flores.

Conheceu o marido em um Carnaval, aos 13 anos, na cidade de Jardinópolis, onde vivia com a família.

– Ele começou a dançar comigo, me deu um beijinho na testa e ficou para sempre.

Para se encontrarem na saída da escola diziam às freiras que eram primos. Ele a acompanhava no caminho e esse contato era o namoro da época.

Se casaram em 1944, ela com 22 anos e ele com 26. Moraram um tempo em Bauru, outro em Guarani, no período de 10 anos em que ele trabalhou na Cia Paulista de Estradas de Ferro.

A frase que ele lhe falou na formatura como engenheiro agrônomo passou a fazer sentido na década de 50: “Dias melhores hão de vir quando as roseiras florirem e eu tiver você para contemplá-las”.

Jardim Santa Martha Ribeirão Preto - História do Dia

Em 1950, ainda atuando na Cia, o marido realizou o sonho antigo. Comprou as terras do Jardim Santa Martha, em Bonfim Paulista.

No começo, eram 23 alqueires. Com a prosperidade do negócio, o casal conseguiu dobrar o espaço.

Produziam mudas ornamentais e frutíferas. E enviaram plantas até para o Nordeste do país.

– O governador de Aracajú nos visitou para conhecer as mudas. Naquela época, não tinha esse tipo de produção! Era muito difícil produzir rosas.

No começo, era Martha quem administrava o negócio, já que o marido conciliava a produção com o trabalho na Cia Paulista.

Ela relembra o dia em que tomou a decisão de deixar sua casa, em Ribeirão Preto, para viver no Jardim Santa Martha.

– Ele (marido) saía cedo e voltava a noite, e estava preocupado com o funcionário que administrava o jardim. Esperei ele sair para trabalhar, chamei o motorista e mandei levar os móveis da nossa casa. ‘Eu vou assumir o Santa Martha’, foi minha decisão.

Quando o marido voltou, soube que o jardim seria a nova casa da família. Dois anos depois, ele deixou o trabalho na Cia e, em 1957, abriram a floricultura.

– Ele ficava na produção e eu nas decorações!

Conta, cheia de emoção, que todos os dias pela manhã o amor se renovava em flores.

– Todas as manhãs, quando ele chegava do viveiro, me trazia um botão de rosas!

Jardim Santa Martha Ribeirão Preto - História do Dia

Martha cuidou das decorações até 1985. Se aposentou aos 63 anos para curtir os dias com o marido, depois de tanto trabalho.

Em 1995, ele morreu por um infarto, sem sobreavisos. De lá para cá, ela perdeu também os dois filhos homens que tinha.

– A saudade dói muito… sofro com as perdas…

Por isso, é feita de saudade e lembranças. Encontra nos netos e bisnetos a alegria para prosseguir.

– A minha família é linda!

Apenas uma das filhas, que seguiu para a Medicina, não acompanhou os caminhos do pai. Diz que todos os outros se formaram na área de agronomia e hoje cuidam das terras de Santa Martha.

Depois que o marido morreu, Martha passou a escrever suas lembranças em um livro. Mostra a história da família, encadernada e ilustrada com fotos.

– Que vida linda!

E repete mais uma vez.

Em 1997, realizou o sonho de ir para França. E lá, vendo os jardins de Monet, inflou o coração de orgulho.

– Tive lembranças lindas. Meu marido também produzia flores! Viver entre flores é um privilégio!

Na casa onde vive hoje, rodeada de plantas, não há roseiras. As flores, porém, continuam sendo as suas preferidas. Marca de sua história.

– Todas as noites, eu beijo o porta-retrato com a foto dos meus pais antes de dormir e digo: ‘Obrigada por ter nascido de vocês’. Todas as noites, eu beijo também a foto dos meus sogros e repito: ‘Obrigada pelo filho que me destes’. Todas as noites…

Continua a viver entre rosas. Rosas que, hoje, tem formato de saudade e amor.

 

Assine História do Dia por R$ 13 ao mês ou faça uma doação de qualquer valor AQUI!

Nos ajude a continuar contando histórias!

Todos os 19 comentários
  • Carmen Faccio
    Responder

    Querida amiga, me emocionei com essa pequena narrativa de sua vida, mas a grandiosidade de seus sentimentos demonstra seu afeto familiar e o amor
    pelas flores. Parabéns por essa trajetória carismática que mesmo com suas expressivas perdas sabe agradecer . Um beijo grande e nunca esqueça que sua vida foi caminhada com suas escolhas.

    • Martha
      Responder

      Obrigada querida Amiga por participar da minha vida. Com carinho, abraços Martha.

  • ELIZABETH DEL GUERRA PROTA
    Responder

    Martha fico feliz em saber que mais pessoas conhecerão a sua tão linda trajetória através do História do dia
    Sim,porque nós somos privilegiadas por ter convivido com você bem de perto ,nestes últimos dez anos
    Aprendemos com você a sermos fortes, intrépidas corajosas,sem perder a delicadezae a sensibilidade para o belo e o bom
    Receba o meu mais profundo respeito

    • Martha
      Responder

      Querida Amiga Beth, agradeço a sua mensagem, o seu carinho e dedicação para conosco. Abraços Martha

  • Cicero
    Responder

    Como faz bem para nossa alma resgatar o que de melhor nos vivenciamos… Tia Marta, esse é o legado e a herança que recebemos.. Esforço, ética, esperança de um futuro melhor, generosidade, carinho. Faço de suas palavras as minhas tb. Qta sorte ter nascido nesse núcleo de tios e tias. Um beijo pra vc de todos os sobrinhos tia Marta.

    • Martha
      Responder

      Querido sobrinho agradeço a sua linda mensagem. Abraços, beijos com carinho para você e sua linda família, tia Martha

  • Prof. José Seabra
    Responder

    Sua história nos torna fortalecidos para viver. Também, nos traz a imaginação de quem continua na intensidade para continuar a sua jornada e mais vivencias que ainda virão entre as rosas que tanto cultivou. Um abraço afetuoso para ti!

    • Martha
      Responder

      Caro prof.José Seabra, obrigada por participar da nossa história.
      Abraço com carinho Martha

  • Eliana Borges
    Responder

    Minha muita querida Tia Marta, exemplo de força , amor e fé. Amo muito a senhora. Minha eterna gratidão . Naninha

    • Martha
      Responder

      Querida Naninha, sua presença alegra a minha vida. Beijos tia Martha

  • Léo Moraes Mendonça Ribeiro
    Responder

    Tenho um grande orgulho de fazer parte desta linda família que minha adorável Avó “administra” com tanta maestria! Ter o nome de meu Avô Léo é uma enorme responsabilidade, pois ele foi um grande homem é acima de tudo uma pessoa de muito caráter, sucesso e carisma.

    Linda história minha querida avó! Parabéns por existir e nos proporcionar tanto carinho e conforto!

    • Martha
      Responder

      Meu querido Neto Leo, obrigada por estar presente na minha vida. Ter o nome do seu avô é uma alegria para todos Nós. Beijos sua avó Martha

  • LEO DE MORAES MENDONCA RIBEIRO
    Responder

    Tenho um grande orgulho de fazer parte desta linda família que minha adorável Avó “administra” com tanta maestria! Ter o nome de meu Avô Léo é uma enorme responsabilidade, pois ele foi um grande homem é acima de tudo uma pessoa de muito caráter, sucesso e carisma.

    Linda história minha querida avó! Parabéns por existir e nos proporcionar tanto carinho e conforto

  • Maria Clara
    Responder

    Querida tia Martha, muito orgulho da senhora. Que bonita trajetória de vida e de amor que sempre transmite para todos nós. Um grande beijo com muito carinho!

    • Martha
      Responder

      Clarinha querida, um beijo no seu coração com muito amor, tia Martha

  • Juliana Moraes
    Responder

    Vó Martha ,
    Nossas famílias se cruzaram lá na cascatinha e o hoje a tenho como vó e me orgulho muito disso, desta mulher guerreira de fibra que nos ensina a nunca deixar a peteca cair. Beijos com carinho da neta (agregada) Juliana

    • Martha
      Responder

      Juliana querida, lembranças da Cascatinha onde passamos momentos felizes. Beijos para Você, Rodrigo, e os lindos bisnetos Pedro e Felipe. Vó Martha

  • Julieta Rodini Engracia de Moraes
    Responder

    Que bela estória! Quanta gratidão explícita! Fico feliz por ter convivido com sua família Tia Marta e ter vivenciado momentos incomparáveis no sítio. Gratidão por sua torcida em me incluir na família Moraes! Sempre me espelhei na sua estória de amor pra viver minha própria estória e honrar esta família maravilhosa que você construiu com sua garra, generosidade, amor e cumplicidade! Parabéns por ser o baluarte da família Borges, Moraes e Borges de Moraes!!! Viva!!!!

  • Ana Maria Borges Barreto Tonelli
    Responder

    Querida Tia Martha que previlégio ter a Senhora como minha Querida Tia Martha!! Forte e terna!! Sempre presente nas nossas vidas nos momentos de Alegria e de Dor…Sua história enobresse Nossa Família e nos Dá força o Seu testemunho de Amor por Sua Família próxima mas também por todos que vão passando por sua vida e precisam ser Amados Concretamente por lindas atitudes de Misericórdia!! Obrigado Tia Simplesmente por Tudo!! Beijos querida no Seu Coração Apaixonado pela Vida….pelas rosas…Rosas me lembram Sempre O Coração Imaculado da Virgem Maria, que A Protege por toda Vida!!!!

Deixe um comentário

Pesquisar